History
Icon-add-to-playlist Icon-download Icon-drawer-up
Share this ... ×
...
By ...
Embed:
Copy
Bloco 13 – 11 de janeiro de 2012.
January 12, 2012 07:02 PM PST
itunes pic

Bloco 13 – 11 de janeiro de 2012.

 

Neste Bloco vamos fazer um upload de 04 músicas do EX-EPÍGONO COLETIVO.

 

  1. Musica para mexer - parte 01_ Lugar Comum –. (Musica de João Donato e Gilberto Gil, onde foram usados trechos de uma gravação de uma música do Lany Gordin do disco gravado por Luiz calanda em 2001 e uma do Tom Zé do disco “Jogos de armar – cartilha para parceiros” + Bruno Balieiro: violão, arranjo para flauta e violão e edição; Fernando Takata: flauta doce; João Victo e Felipe Oliveira: voz e efeitos.                                                                 
  2. Vinheta 2ª – Blues barato. (Bruno Balieiro).                                                                             
  3. Choro sem lágrimas. (musica de Manuel Marques, arranjo original para 02 violões; Bruno Balieiro: arranjo para percussão.                                                                                                    
  4. Vinheta. (Bruno Balieiro)

 

BLOCO 12 - Socorro! Sumiu o cronograma!
September 10, 2011 04:16 PM PDT
itunes pic

(lista com as músicas, no final)

----------------------------------------------------------------------------------------------------------

sobre fatos da cultura - setembro de 2011 - Brasil.

1. SUMIU O CRONOGRAMA

O ministério da cultura (MinC) ainda não tornou público o anteprojeto de lei(APL) de alteração da lei nº 9.610/1998 (a famigerada lei de direitos autorais brasileira).

Segundo o cronograma formulado pelo próprio MinC, o anteprojeto era para estar publicado desde de 15 de julho de 2011, data em que o texto deveria estar na casa civil.


Em 15 de julho de 2011, data prevista pelo cronograma, o APL não foi publicado.

Hoje, 08/09/2011 ainda não temos idéia de como é este APL. É um mistério total...

Para pessoas como Glória Braga (ECAD) não representa problema nenhum esta demora. Para ela a lei de direito autoral brasileira, do jeito que está hoje, já uma das melhores leis do mundo.


Mas para quem quer ver uma lei que seja justa em relação a difusão da cultura e as práticas colaborativas que podem ser condicionádas pela tecnologia atual, não está fácil.

A lei de direito autoral atual emperra bastante a livre circulação da cultura e seus respectivos arquivos digitais e físicos.

São interditados legalmente, por exemplo, a grande maioria das atitudes de baixar e disponibilizar arquivos digitais e também a grande maioria das atitudes de tirar xerox. 

O MinC não está cumprindo os seus compromissos em relação ao projeto de lei de alteração dos direitos autorais. E o pior de tudo é que até já sumiram com o cronograma. 

No site do MinC, até alguns dias atrás, o cronograma de atos para a produção do APL logo aparecida quando se abria o link da "Modernização da Lei de Direito Autoral" que fica na página inicial do site do

MinC http://www.cultura.gov.br/site/ 

Só que, a partir no final de agosto, ou começo de setembro, SUMIU O CRONOGRAMA deste link do site do MinC. Provavelmente, se você tiver muito tempo e paciÊncia, você consiguirá achar o cronograma no site do MinC, mas está claro hoje que o MinC não deseja que este cronograma seja visto facilmente. 

----------------------------------------------------------------------------------

Músicas:

01.In The Ditch - Gang Of Four (Solid Gold/1981)
02.Quando Você Está Sambando - Kassin (Sonhando Devagar/2011)
03.Nine Samurai - Kode9 & The Space Ape (Kode9 & The Space Ape/2006)
04.Africa Lá - Beto Villares (Excelentes Lugares Bonitos/2003)
05.Saoul de toi - Bolchoï (Bolchoï/2004)
06.On est basié - No Class (ChAOS EN FRANCE [V.A.]/1983)


07.Supertouch/Shittfit - Bad Brains (Black Dots/1978)
08.Samba Enredo - Itamar Assumpção (Pretobrás II/2010)
09.Don't Bother Me - Bad Brains (Black Dots/1978)
10.Grude - Itamar Assumpção (Pretobrás III/2010)
11.Why'd You Have To Go? - Bad Brains (Black Dots/1978)
12.Maldito Vírgula - Itamar Assumpção (Pretobrás II/2010)
13.Procurei - Itamar Assumpção (Pretobrás II/2010)
14.The Man Won't Annoy Ya - Bad Brains (Black Dots/1978)
15.Redbone In The City - Bad Brains (Black Dots/1978) 

BLOCO 11 – Mixtape 03_ Som para uma matéria Thales de Menezes publicada na Ilustrada
May 18, 2011 03:03 PM PDT
itunes pic

  Este bloco é baseado numa matéria do jornalista Thales de Menezes publicada no dia 11 de maio de 2011, no caderno Ilustrada do jornal Folha de São Paulo.

                Apesar de a Ilustrada ultimamente estar bastante omissa em relação ao debate sobre política cultural (por quê?), ela continua ainda sendo um vício...

No dia 11 de maio, o jornalista Thales de Menezes publicou neste caderno (Ilustrada) matéria sobre o disco “Belong” da banda The Pains of Being Pure at Heart, que segue abaixo.

Para não dizerem que nós nunca fazemos nada... Vamos dar uma contribuição sonora para a leitura de tal matéria, seguindo a sequencia da “matemática” de bandas proposta nela.

Músicas:

01 - Handsome Devil – The Smiths (Hatful of Hollow/1984)

02 - Six Different Ways – The Cure (The Head on the Door/ 1985)

03 – Jellybelly - Smashing Pumpkins (Mellon Collie and the Infinite Sadness/1995)

04 - Get Me Away From Here, I'm Dying – Belle and Sebastian (If You’re Feeling Sinister/1996)

05 - Heart in you Heartbreak - The Pains of Being Pure at Heart (Belong/2011)

 

Link para a matéria no site da Folha de São Paulo: http://www1.folha.uol.com.br/ilustrada/913947-garotos-de-nova-york-resgatam-smiths-em-novo-album.shtml

Garotos de Nova York resgatam Smiths em novo álbum

THALES DE MENEZES

FOLHA DE SÃO PAULO

 "No escuro do meu quarto eu vejo você brilhar/ Você não precisa pedir duas vezes, porque eu já concordei."

 Escrita, parece uma letra do Morrissey em 1983, no comecinho dos Smiths. O mundo visto do quarto de um adolescente sensível, que não acha seu lugar na vida e sonha com loucas paixões.

 Quando se escuta, a guitarra soa como Robert Smith tocando em 1986, no auge do The Cure. Som de moleque, que faz rock como se sua vida dependesse disso.

 Os versos são de "Heart in Your Heartbreak", uma faixa perturbadora de "Belong", o segundo álbum do grupo The Pains of Being Pure at Heart. Encontrar um nome mais Smiths é impossível. As dores de ser puro de coração.

 "Tirei de um livro infantil de um amigo meu que ainda não foi publicado", conta o guitarrista e vocalista Kip Berman enquanto toma um suco após o empolgante show no Coachella Festival, em abril, na Califórnia.

"Belong", que pode ser comprado na amazon.com, é mais uma etapa no caminho ao estrelato. Começou com um EP que leva o nome da banda, em 2007. Dois anos depois, o primeiro álbum, também homônimo, ganhou fama na internet.

 Ainda sem uma grande gravadora (estão na Slumberland), os garotos que têm em média 24 anos adotaram esquema de gente grande para "Belong". O produtor é Alan Moulder, do melhor álbum feito pelo Smashing Pumpkins, "Mellon Collie and the Infinite Sadness".

 A referência maior é mesmo Smiths. Kip Berman é capaz de letras contundentes, como "A Teenager in Love".

 Com sua cara de menino tímido e bonzinho, ele dispara versos como "Você não precisa de um amigo quando é um adolescente apaixonado por Cristo e heroína".

 David Letterman recebeu o quinteto em seu programa e a banda emendou dois grandes festivais seguidos, o South By Southwest, em Austin (Texas), e Coachella.

 Quando aparecem no palco e começam a tocar tímidos, olhando para o chão, a plateia acha que verá um show de rock fofinho. Mas aí a fúria vem com tudo, como se fosse Belle and Sebastian de macho, com testosterona.

 A tecladista "chinesinha" Peggy Wang assume o lado engraçadinho da banda. "Pensei que o Coachella era apenas um monte de tendas de house com meninas de biquíni", disse à Folha. "É isso mesmo, mas tem shows bem legais, como o nosso!"

 "Noise pop" ganha a rápida eleição entre os membros da banda para definir seu som. "É barulhento e é pop", resume Berman. Para ele, é surreal tocar em festivais.

 "O Suede tocou depois da gente, pisando no mesmo palco", com brilho nos olhos infantis. "Ainda é só o começo, queremos tocar a vida toda. Vamos com calma."

 

BLOCO 09 - mixtape 01
April 28, 2011 12:32 PM PDT
itunes pic

01 - Computadores Fazem Arte

02 - Sem a Letra ‘A’

03 - Backward  - Kode9 & the Space Ape

04 - Novos Adultos

05 – Tatuí

06 - A Cor Amarela

 

 

BLOCO 08 - ana autorais cultura dilma direitos hollanda L.D.A. .
April 06, 2011 09:18 PM PDT
itunes pic

      Como está o processo de elaboração do projeto de lei para alteração da Lei de Direitos Autorais (LDA) brasileira????

 

      Atualmente em relação à elaboração do projeto de lei para alteração da LDA, o MINC apresenta a mensagem que pode ser lida no endereço:http://www.cultura.gov.br/site/2011/03/22/revisao-da-lei-dos-direitos-autorais. Esta mensagem foi publicada em 22 de março de 2011 e, a partir de então, o MINC se obrigou, no prazo de 30 dias, a apresentar um cronograma da revisão da proposta de alteração da LDA.

           O MINC se refere a tal proposta como sendo o projeto de lei entregue no dia 23 de dezembro de 2010 à Casa Civil pelo então ministro da cultura Juca Ferreira.

         No entanto, bem antes de 22 de março do ano atual 2011, data em que o MinC diz que irá começar a revisão, os juristas da gestão de Ana de Hollanda já tinham iniciado a alteração do texto deixado pela gestão anterior, sem nenhum tipo de consulta ao povo............. .

        Infelizmente, hoje, o MINC apresenta sua proposta num texto já revisado unilateralmente. Para ilustrar o que estamos falando, segue abaixo um breve comentário sobre o artigo 1º da LDA em três versões. A primeira é a do texto de lei atualmente e vigor, a segunda, do anteprojeto apresentado pelo MINC, a partir de extensa consulta pública, no final do mandato de Lula e, finalmente, a terceira versão dada pelos juristas de Ana de Hollanda sem nenhuma consulta pública.

 

------------------------------------------------------------------

 

Artigo 1º da Lei 9.610 de 1998, em vigor:

“Art. 1º Esta Lei regula os direitos autorais, entendendo-se sob esta denominação os direitos de autor e os que lhes são conexos.”

 

--------------------------------------------------------------------------

 

Artigo 1º do projeto de lei de Juca Ferreira apresentado em 23 de dezembro de 2010:

“Art. 1º Esta Lei regula os direitos autorais, entendendo-se sob esta denominação os direitos de autor e os que lhes são conexos, e orienta-se pelo equilíbrio entre os ditames constitucionais de proteção aos direitos autorais e de garantia ao pleno exercício dos direitos culturais e dos demais direitos fundamentais e pela promoção do desenvolvimento nacional. Parágrafo único. A proteção dos direitos autorais deve ser aplicada em harmonia com os princípios e normas relativos à livre iniciativa, à defesa da concorrência e à defesa do consumidor.” (NR)

---------------------------------------------------

 

Artigo 1º do projeto de Ana de Hollanda, apresentado em 22 de março de 2011. Mudanças realizadas sem consulta pública:

“Art.1º..................................................[no projeto do MinC atual o artigo primeiro, caput, voltou a ter o mesmo conteúdo da lei em vigor, acima citada]

Parágrafo único. A interpretação e a aplicação desta Lei atenderão às finalidades de estimular a criação intelectual e a diversidade cultural e garantir a liberdade de expressão e orientar-se-ão pelos ditames constitucionais de proteção aos direitos autorais em equilíbrio com os demais direitos fundamentais e os direitos sociais.” (NR)

[A equipe do MinC encarregada atualmente da reforma da LDA também introduziu o parágrio Único neste artigo primeiro. Sumariamente os excelentíssimos juristas de Ana de Hollanda retiraram refências claras aos direitos culturais como "(...) pleno exercício dos direitos culturais". A versão anterior do anteprojeto, elaborada a partir de consulta pública, também apresentava referência clara e direta ao direito do consumidor. O motivo dessa referência certamente foi a participação efetiva de pessoas e entidades ligadas à defesa do direito do consumidor como IDEC (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor) na consulta pública. No lugar destas referências diretas ao direito de consumidor e direitos culturais relacionado ao direito de autor, os excelêntíssimos juristas introduziram a expressões vagas como "(...) demais direitos fundamentais". Desta forma, a redação do artigo primeiro que o MinC agora propõe, denota um forte antagonismo entre Direito de Autor de um lado e o resto dos direitos fundamentais.

   Só pela breve análise deste artigo 1º (que é o artigo que expressa as intenções e fundamentos da lei) do documento que Ana de Hollanda quer levar para consulta pública [imagine a consulta "pública" que eles devem estar planejando] dá pra ver que eles mexeram muito na Lei e isto é muito grave porque eles alteraram arbitrariamente e unilateralmente um trabalho realizado durante vários anos. Isto deve ser fortemente questionado e revisto num processo decente e transparente de consulta pública.

 

--------------------------------------------------------------

BLOCO 07 - Soltando músicas de CDs_01
March 11, 2011 01:14 PM PST
itunes pic

Músicas:
1. Patumbalacundê - João Donato (Lugar Comum/1975)
2. World Up My Ass - Circle Jerks (Group Sex/1980)
3. Ai Garupa - Arnaldo Baptista (Let It Bed/2004)
4. Parabolicamará - Gilberto Gil (Unplugged/1994)
5. The Guns of Brixton - The Clash (London Calling/1979)
6. Music/Impressive Instant - Adriana Calcanhotto (Cantada/2002)

Musica de fundo, usada na locução:
1. Sonhando – Flauzino Vale (Flauzino Vale – Violino Jerzy Milewski/1984)

Sites interessantes:

Matéria muito boa de Felipe Prestes, publicada no site do Sul21:
http://sul21.com.br/jornal/2011/03/discussao-sobre-direitos-autorais-coloca-ministra-da-cultura-em-xeque/

http://www.revistaforum.com.br/blog/2011/03/11/de-quem-ana-de-holanda-tem-medo-pergunta-o-quadrado-dos-loucos/

http://culturadigital.br/movimento/2011/02/07/campanha-sou-mincc-sou-minɔ/

Pelo desmantelamento do latifundio cultural que quer a atual Lei de Direitos Autorais. Transparencia no Ecad e reforma na LDA JÁ!!!

Obs: esse programa pode ser modificado a qualquer momento.

BLOCO 06 - Um MIN
February 24, 2011 07:05 PM PST
itunes pic

Itamar e Tom Zé no MINC.

Hoje (24.02.2011) foi oficializada a notícia de que os compositores Itamar Assumpção e Tom Zé foram escalados para compor a equipe do Ministério da Cultura (MINC).
O baiano Tom Zé foi escalado para atuar diretamente nas ações do MINC (quem fez o anúncio oficial foi Makely Ka do Mincc). Segundo o grupo de pesquisa OPHUH (www.ophuh.org) – entidade que se encarrega de monitorar todas as aparições e expressões do MINC - Tom Zé fará parte do núcleo central do ministério da cultura. Irá, desta maneira, atuar nas questões fundamentais que envolvem este ministério, tais como o projeto de alterações na Lei de Direitos Autorais (LDA), a questão da introdução do ensino de música como matéria obrigatória nas escolas de ensino médio e fundamental, públicas e particulares, etc.
Sobre a entrada do paulistano Itamar Assumpção, nascido em Tietê, a informação que apresenta o site do OPHUH é a de que atuará especificamente na gestão do Pontos de Cultura (http://www.cultura.gov.br/culturaviva/). Mas, como se viu pela grandiosidade da festa de recepção promovida hoje na Esplanada dos Ministérios, Itamar provavelmente terá também uma atuação decisiva na gestão do MINC de Ana de Hollanda e Dilma Roussef.

Músicas:
01. cademar – Tom Zé / Augusto de Campos (Todos os Olhos/1973);
02. Fon Fin Fan Fin Fun – Older Brigo / Itamar Assumpção (beleléu leléu eu – Beleléu e banda Isca de Polícia/1980);
03. Se – Tom Zé (Estudando o Samba/1975);
04. Ja que tem que – Alzira Espíndola / Itamar Assumppção (Preto Brás/1998);
05. Perisseia – Tom Zé / Capinam (Jogos de Armar [Faça Você Mesmo]/2000);
06.Pöltinglen – Itamar Assumpção (Preto Brás/1998).

BLOCO 05 - 12.02.2011_ De que lado o MINC samba?
February 16, 2011 07:01 PM PST
itunes pic

12 de Fevereiro de 2011.
Algum tempo atrás a ministra da cultura, Ana Buarque de Hallanda, disse que vai tratar de direitos autorais, mas que não vai fazê-lo agora......

O projeto de lei para a alteração na lei de direitos autorais já estava pronto desde o final do governo lula. Neste período,era ministro da cultura Juca Ferreira e vale lembrar que tal projeto foi elaborado por meio de ampla discussão com a sociedade, juristas etc. Por quê então essa indefinição de quando vamos ter alterações nos direitos autorais???

Será que existe algo mais urgente no meio cultural brasileiro do que a reformulação dos direitos de autor?

Para rebater esse clima atual do novo MINC, vamos postar um som do Lucas Santana e Arto Lindsay, Night time in the backyard, com intervenção de uma guitarra do coletivo ex-epígono.

Mais importante que o direito de autor é fazer a musica circular livre pela rede.......

Como sugestões de leituras sobre o atual momnento porque que passa o ministério da cultura do Brasil:

http://blogs.estadao.com.br/link/tag/ana-buarque-de-hollanda/

http://correiodobrasil.com.br/ana-de-hollanda-o-comando-de-caca-aos-commonistas-e-a-transicao-conservadora/208431/comment-page-1/#comment-5351

http://foradoeixo.org.br/

http://www.creativecommons.org.br/

http://culturadigital.br/movimento/2011/02/09/campaign-i-am-mincc”-i-am-minɔ/

lembremos que os links podem desaparecer a qualquer momento por motivos alheios a nossa vontadade.

BLOCO 04
January 24, 2011 07:54 PM PST
itunes pic

Programa que trata a troca da equipe do Ministério da Cultura (Lula/Dilma - Juca Ferreira/Ana de Hollanda).

BLOCO 03
September 18, 2010 06:13 PM PDT
itunes pic

Músicas: 01.There She Goes (Demo)- Babyshambles ( ) 02.Rotina - Emicida ( ) 03.Tudo o que eu quero ouvir - Romulo Fores () 04.Under My Thumb - Rolling Stones ( ) 05.77 Faded Heaven - Amebix (Demo/1979) 06.A culpa é minha e boto em quem eu quiser - Ex-exus (Recife lo-fi/2009) Foto: Badona=> http://www.badona.com.br

Next Page